Preencha o formulário abaixo para ser uma escola parceira. Entraremos em contato em breve.

Escola Pública         Escola Particular

Preencha o formulário abaixo e indique o LIM para a escola do seu filho.

Escola Pública         Escola Particular

O Ensino Híbrido – Uma possibilidade

11 de dezembro de 2020 | Por: LIM Educação

Nascido nos Estados Unidos e desenvolvido no Instituto de Pesquisas Clayton Cristensen como Blended Learning, virou Ensino Híbrido no Brasil.

A proposta é uma mescla entre as metodologias ofertadas pelo ensino presencial e pelo EAD (ensino à distância). É um modelo educacional que propõe uma relação entre o uso de aplicativos e plataformas de ensino, sites etc. e os encontros presenciais, valorizando e potencializando as conversas, a relação entre professor e aluno, entre aluno-aluno. Mescla os espaços de aprendizagem formais (salas de aula, pátios e bibliotecas) com os tecnológicos (app, aulas gravadas, documentários, plataformas interativas, filmes, além de games e compartilhamentos variados).

Num Ensino Híbrido, subentende-se que as pessoas aprendem de modos diferentes, em tempos diferentes e com estímulos diferentes. É uma possibilidade de personalização do ensino, ofertando-se diferentes espaços e modos de aprender.

É possível experimentar diferentes processos e avaliar com os alunos, com os professores e familiares, promovendo momentos de tomada de consciência e autorregulação. Portanto, nesse modelo de ensino, as competências socioemocionais tornam-se indispensáveis ao bom andamento do processo escolar, pois há um engajamento ativo do aluno nos espaços de aprendizagem.

Assim, cada escola pode criar o seu jeito de ser híbrido, customizar sua proposta.

Modelos já conhecidos

  • Rotação por estações: na própria sala de aula ou na escola, o aluno escolhe ou segue a proposta do professor de ver um filme, enquanto uns colegas leem um texto, e outros escrevem sobre o tema. Na mesma aula, mesclam-se uma proposta online e uma presencial, em grupo ou individual.

  • Laboratório rotacional: a turma divide-se e, enquanto um grupo assiste à aula do professor, outro grupo participa de um laboratório, que pode ser presencial ou online.

  • Sala de aula invertida: o professor propõe um tema, e os alunos pesquisam em grupos ou individualmente; depois, encontram-se fisicamente ou à distância; por fim, o professor ajuda-os a fazer uma conclusão acerca do tema.



Deixe um comentário